Dúvidas, Le Santé, Saúde

A importância do enfermeiro para o paciente oncológico

21 de julho de 2017

A oncologia é uma área médica que requer cuidados multidisciplinares. Para que haja sucesso no tratamento, é necessário que se trabalhe em equipe e com vários profissionais de diversas áreas da saúde. Neste escopo, o enfermeiro é muito importante e conta com enorme responsabilidade no processo. Ele é responsável por diversas tarefas dentro dos cuidados com a saúde e o bem estar do paciente.

Provavelmente é com este profissional que o paciente terá mais contato durante o tratamento. Por isso, é muito comum que seja ele o primeiro a reconhecer possíveis alterações clínicas ao longo do tempo, podendo detectar problemas quando ainda estão em sua fase inicial. O enfermeiro então, muitas vezes, é quem faz o primeiro alerta dentro da equipe assistente para que se avalie um possível problema.

Responsabilidade

Este profissional vai prestar assistência ao paciente em todas as fases do tratamento do câncer. No dia-a-dia da assistência, o enfermeiro recebe o paciente após a decisão de tratamento pelo médico oncologista. Neste momento, o paciente é acolhido pelo enfermeiro que realiza a conferência do protocolo de tratamento, checando informações como o peso e altura, doses de medicações e medicações de suporte para a quimioterapia. Isto garante uma maior segurança na administração dos protocolos de tratamento.

Tão importante quanto os medicamentos quimioterápicos, é o controle e manejo dos sintomas colaterais; que podem ser determinantes para o sucesso e continuidade do tratamento. O enfermeiro estará sempre atento à prevenção e controle destes sintomas indesejados.

O enfermeiro  é um elo fundamental no tratamento multidisciplinar dos pacientes com câncer, trabalhando em conjunto com os demais profissionais e assim promovendo uma assistência integral e de qualidade aos pacientes.